CorfuIlhas JônicasUNESCO

Centro histórico da ilha de Corfu

Centro histórico da ilha de Corfu  é formando por duas enormes fortificações, conhecidas como a  Nova e Velha Fortaleza.

A Nova Fortaleza é um enorme complexo de fortificações que dominam a parte nordeste da cidade da ilha de Corfu. Era até recentemente uma área restrita, devido à presença de uma guarnição naval, mas agora é aberta ao público, com passeios possíveis através do labirinto de corredores medievais e fortificações.

Nova Fortaleza de Corfu

Centro histórico da ilha de Corfu – Nova Fortaleza

O leão alado de São Marcos, símbolo de Veneza, pode ser visto em intervalos regulares que adornam as fortificações. A Nova Fortaleza de Corfu domina a colina de São Marco e foi construída pelos venezianos no século 16, quando se tornou uma necessidade urgente para proteger a cidade, cuja segurança não podia mais garantir a Velha fortaleza. A construção começou em 1576 e foi concluída em 1645, embora tenha passado por várias reformas e ampliações desde então.

Nova Fortaleza de Corfu

Centro histórico da ilha de CorfuNova Fortaleza

Ela foi construída em dois níveis, a fim de cumprir a dupla função: Proteger e controlar a entrada na cidade. De acordo com a história, o arquiteto Veneziano Francisco Vitelli para encontrar materiais de construção necessários teve que demolir mais de 2.000 moradias, na sua maioria casas e igrejas.

Nova Fortaleza em Corfu

Nova Fortaleza em Corfu

A Nova Fortaleza sofreu muitas reformas ao longo dos séculos. Os próprios moradores teriam destruído uma grande parte dela, como a parede que unia com a antiga fortaleza, que cercava toda a cidade, a pedido das grandes potências, às vésperas da união das ilhas Jônicas em 1864. No entanto, mantém hoje sem ser acessível ao público, os túneis que liga a Velha Fortaleza. A Nova Fortaleza sofreu ataques violentos durante o período do bombardeio da Segunda Guerra Mundial. É uma estrutura enorme e robusta, que ergue-se majestosamente sobre a Porto Velho, de onde tem acesso, e oferece uma vista panorâmica única da cidade e do mar aberto.

Velha Fortaleza de Corfu

Centro histórico da ilha de Corfu – Velha Fortaleza

O Centro histórico da cidade de Corfu é delimitado por duas fortalezas: A Nova Fortaleza e a antiga Fortaleza, as duas ligadas por muralhas que cercavam a cidade. A mais antiga das duas é a Velha Fortaleza, construída em uma península rochosa entre dois morros, na ponta oriental de Corfu, é o monumento mais imponente de toda a ilha, A fortaleza sofreu várias alterações durante séculos, mas sua forma atual foi finalizada pelos venezianos.

Fortaleza Velha de Corfu

Centro histórico da ilha de Corfu -Velha Fortlaeza

Foi construído um fosso artificial para maior proteção da fortaleza, que passou a ser chamado de Contra fossa, e para se entrar na fortaleza é preciso passar a ponte que liga a cidade com a ilha. Esta localização era ideal, pois permitia fácil acesso ao mar e total controle da costa vizinha, tornando impossível qualquer tipo de invasão com o fosso artificial.

A Fortaleza Velha em Corfu

Centro histórico da ilha de Corfu – Velha Fortaleza

As fortalezas foram construídas dentro de um importante período histórico, por volta do século 15. Durante este século aconteceram três distintas fases históricas: O período bizantino, durante o qual foi construído na colina oriental a Velha Fortaleza, o período veneziano quando a península se tornou uma ilha e mais tarde o período veneziano completou as fortificações para enfrentar a ameaça da era moderna, que eram os canhões e essa foi a última  reforma da Fortaleza.

20130828_182147

Centro histórico da ilha de Corfu – Velha Fortaleza

Dentro do forte há vários edifícios, entre os quais uma prisão construída em 1786 pelos venezianos e que mais tarde foi expandido pelos britânicos, a capela militar, dois quartéis construídos pelos ingleses por volta de 1850 e um hospital militar, hoje, é uma escola de música. Além disso, a igreja de St. George construído pelos britânicos desde 1840, e 20 anos mais tarde tornou-se uma igreja católica e decorada com imagens da igreja de São Spyridon da cidade de Corfu.

Fortaleza Velha de Corfu

Velha Fortaleza de Corfu

No interior, perto do portão principal, há um museu histórico, que reúne mais de seis séculos de história e um espaço de exposição onde se encontra uma vasta coleção bizantina incluindo mosaicos, esculturas e imagens da época bizantina. Na última fase construiu vários prédios em frente a Fortaleza e também a imponente Praça Esplanada. Embora ninguém nunca tenha conquistado o castelo, muitas bandeiras diferentes acenaram no topo da Fortaleza, devido as mudanças que ocorreram na Europa. Assim, muitas nações conseguiram deixar sua marca: os bizantinos, venezianos, franceses, russos, britânicos, gregos, italianos e alemães.

Fortaleza Velha de Corfu

Velha Fortaleza de Corfu

A fortaleza sofreu várias modificações desde a sua forma original, que lembram em pequenas coisas até hoje. Assim, a partir da obra original dos bizantinos, seguidas reformas no século 16 pelos Venezianos para se defender contra os ataques do Império Turco. Os Venezianos tentaram fortalecer suas fortalezas e trincheiras abertas ao redor do forte e alisando as pedras para evitar qualquer escalada potencial.

_DSC1424

Velha Fortaleza de Corfu

A fortaleza sofreu várias modificações desde a sua forma original, que lembram em pequenas coisas ate hoje. Assim, a partir da obra original dos bizantinos, seguidas reformas no século 16 pelos Venezianos para se defender contra os ataques do Império Turco.Os Venezianos tentaram fortalecer suas fortalezas e trincheiras abertas ao redor do forte e alisando as pedras para evitar qualquer escalada potencial.

Igreja Sao jorge de Corfu

Igreja Sao jorge de Corfu

A igreja de St. George foi construída pelos britânicos desde 1840, e 20 anos mais tarde tornou-se uma igreja católica  decorada com imagens da igreja de São Spyridon da cidade de Corfu.

Fortaleza de Corfu

Velha Fortaleza de Corfu

Além do interesse histórico e cultural, que o torna a Velha Fortaleza especial é sem dúvida o magnífico panorama oferecido pelo Mar Jônico e a cidade de Corfu.

Até a próxima!

Post anterior

Doce Grego Xalvas

Próximo post

Canal d Amour da ilha de Corfu

Virna Lize

Virna Lize

Sou brasileira e moro na Grécia desde 2008. Tenho como objetivo mostrar para todos que visitar a Grécia é possível, desde que tenha um bom planejamento. Organizo viagens para este maravilhoso país através de Roteiros Personalizados, além de oferecer serviço de Acompanhamento.

Comentários do Facebook


Nenhum Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *